Boca no trombone! Aeroportos: como tratam nossas malas.

A mais nova Tag do Mulheres Divando, “Boca no trombone” que surgiu da necessidade de jogar no ventilador certas coisas absurdas e vergonhosas que acontecem aqui nesse País.

E hoje vou falar da falta de respeito com os passageiros e suas bagagens  nos aeroportos.

Slide1

 

Esses dias eu vi uma reportagem mostrando que as balanças que usamos para pesar a nossa bagagem, sim, por que temos um limite de 23 quilos para voos nacionais, que pode ser um pouco maior se for de classe executiva ou voo internacional. Mas nem a classe e nem o peso permitido, nada tem a ver com isso que vou contar.

Digamos que 98% das balanças dos aeroportos estão descalibradas, a maioria para mais (lógico né ?). Ai você inocente vai lá e pesa sua malinha (a minha é um container rs) e passa do peso permitido. Lá vai você deixar uns trocadinhos de taxa que de trocadinho não tem nada. E pode ser que sua mala nem tenha passado do peso permitido, pois algumas balanças chegaram a marcar até 4 quilos a mais. Absurdo gente!

Vejam reportagem completa aqui: Mais Você Exclusivo! Balanças de aeroportos descalibradas.

Eu já paguei excesso de bagagem, e agora fiquei pensando: será mesmo que estava a mais? Ai que raiva viu.

Slide2

 

E isso acontece em quase todos os aeroportos brasileiros, uma vergonha. Agora na próxima vez que extrapolar o peso de 23quilos, que para uma mulher é o peso de sua bolsinha de mão rs, por que né, ir para São Paulo e não trazer muambas da 25 de Março, não tem graça. Eu vou pesar em outras balanças até achar uma que dê menos peso rs. Oxente… E que ninguém venha falar nada que eu rodo a paulista.

Mas não bastando esse golpe, não exagerei é golpe sim, por que soube que alguns funcionários das agencias aéreas, dão o famoso jeitinho brasileiro, dando a opção pro passageiro de pagar um valor menor que a taxa, e eles liberam a bagagem, a famosa propina. Coisa feia viu.

Mas voltando ao senão bastasse, tem outra coisa muito pior. Os carregadores (alguns, não todos) tem uma técnica de abrir malas, pegar o que tem de valor e fechar a mala sem que a pessoa perceba que foi aberta.

Revoltante! Além das malas chegarem rasgadas, queimadas por bituca de cigarro (a minha tem um furinho de cigarro e eu nem fumo), coisas quebradas, malas extraviadas, ainda eles abrem e reviram nossas coisas pessoais? Ah vá né. Sem paciência com isso.

Mas como eles abrem as malas?
Eles enfiam uma caneta no zíper, fazendo com que ele se abra sem danificar. E depois para fechar, basta puxar o zíper de volta que ela se fecha.

Quando vi isso fiquei chocada, e tratei de dar um jeito para que isso não aconteça com minha mala. Eu sempre passo um lacre no zíper da mala que geralmente são dois. Mas só prender um no outro e deixa-los livres para correr no passador não adianta nada.

Como eu faço: além de passar o lacre, dou um jeito de travar esse zíper em alguma parte da mala com cadeado. Pronto, se eles abrirem o zíper com a caneta não vão conseguir fechar de novo. Pode não resolver 100% um roubo, mas dificulta né? Outra dica valiosa, use lacres de várias cores, provavelmente não terão igual para repor, no caso de cortarem.

Slide3

 

Eu poderia fazer um livro sobre o desrespeito aos passageiros nos aeroportos, como atrasos, falta de explicações, desrespeito com as pessoas, falta de segurança no saguão e por ai vai. Adoro viajar de avião, mas além do frio na barriga que dá, por que decolar e aterrissar dá um certo medinho rs, ainda temos que nos preocupar com balanças, malas, e outras coisas? Ah me poupe né.

Pronto, falei, Botei a boca no trombone! E vocês meninas, já tiveram problemas com a viagem ou suas bagagens?

Beijocas, e lá vou pra mais uma viagem!

Comentários do Facebook

Sobre o autor

Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.